Nem todo tumor é câncer


O câncer ocorre quando uma célula do organismo se multiplica de maneira desordenada. Quando isso acontece, o corpo pode dar origem a um tumor. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, nem todo tumor é câncer, por isso é muito comum que os pacientes tenham dúvidas sobre o assunto após o diagnóstico de câncer. Os tumores são divididos em dois tipos: benignos e malignos. Tumores benignos Os tumores benignos, possuem crescimento de forma organizada e lenta, onde os limites do tumor são bem demarcados e ficam restritos a uma cápsula fibrosa, impedindo a expansão da doença nos tecidos. Os principais tipos são as lesões de pele, pólipos intestinais, fibromas de mama, órgãos ginecológicos, miomas, próstata e pólipos. Tumores malignos As neoplasias, ou tumores malignos, são agressivos e, em sua maioria, de crescimento rápido. Isso acontece devido a uma multiplicação celular descontrolada e desordenada. Esse tipo de tumor também tem a capacidade de invadir outros órgãos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, os cinco tipos de cânceres malignos mais mortais do mundo são: o câncer de pulmão, câncer colorretal, câncer de fígado, câncer de estômago e câncer de mama. Conheça os principais sintomas de cada um deles:

  • Câncer de pulmão: Tosse frequente (em geral com excesso de catarro e ou sangue), respiração ofegante, dores no peito, dificuldade para respirar sem motivo aparente, rouquidão e até mesmo episódios frequentes de bronquite.

  • Câncer colorretal: Diarreia, prisão de ventre frequente, sangue nas fezes, náuseas e vômito, fadiga persistente, perda de peso e sensação de que o intestino não está se esvaziando completamente.

  • Câncer de fígado: Inchaço da área do estômago, dor abdominal persistente, massa que causa incomodo no fígado, perda de peso, coloração amarela da pele e olhos, falta de apetite, sensação de saciedade após uma pequena refeição, perda de peso e fadiga.

  • Câncer de estômago: Os sintomas são parecidos com o câncer de fígado, com os mesmos desconfortos e falta de apetite. Além disso, pode ocorrer sangue nas fezes, edema ou acúmulo de fluido no abdômen e contagem baixa de glóbulos vermelhos (anemia).

  • Câncer de mama: Qualquer mudança no tamanho ou formato das mamas é um sinal de alerta, como caroços, aumento da espessura ou inchaço, irritação ou flacidez da pele, vermelhidão, descamação no mamilo ou na área da mama, flacidez, secreção mamilar e dores.

Como evitar: Existem alguns hábitos que podem ajudar a prevenir ou diminuir a gravidade da doença, que podem ser resumidos a um estilo de vida saudável, evitando o consumo de álcool e cigarro, conciliando a uma alimentação saudável e à prática de atividades físicas frequentes. No caso de mulheres, por exemplo, a amamentação é muito importante para evitar o câncer de mama, além de ajudar a criança a desenvolver os anticorpos necessários no combate de outras doenças. Além disso, é fundamental manter as vacinações contra o HPV, em meninas e meninos adolescentes, e o exame preventivo do câncer de colo de útero em dia, nas mulheres a partir dos 25 anos.

Tratamento:

Cada câncer exige um tratamento específico. Em geral, em caso de tumores benignos é necessário apenas a remoção do tumor para solucionar o problema porque, ao contrário dos tumores malignos, os tumores benignos não possuem a capacidade de se expandir para outras áreas do corpo. Já em casos de tumores malignos, podem ser utilizados métodos tradicionais para o tratamento da doença, como radioterapia, quimioterapia e terapia hormonal para aliviar os sintomas e combater a doença. Apesar disso, o tumor maligno tem cura. Se for diagnosticado precocemente, as chances de cura com o tratamento oncológico adequado são muito altas.

Cuide da sua saúde e mantenha os exames em dia.

@casaninhocaccc

Fique pertinho de tudo que acontece em nosso Ninho, acompanhe nosso dia a dia e novidades em primeira mão.



#tumor #tumores #tumorbenígno #tumormalígno #diagnostico #sintomastumor #sintomascancer #tratamento #tratamentocancer #tratamentotumor #prevenção #cancer #cancerinfantil #oncologia #oncologiainfantil

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo